Joeley pode ter acordo de colaboração revisto: Mentira tem pernas curtas

Em depoimento à Procuradoria-Geral da República, o dono dos frigoríficos Friboi, Joesley Batista, disse aos procuradores que mantinha em seu nome, duas contas bancárias no exterior.

Segundo o empresário, a J&F, – controladora dos empreendimentos da família Batista – teria depositado um montante de 150 milhões distribuído nas contas, mas que o dinheiro foi todo usado pelos ex-presidentes Lula e Dilma.

Como os petistas não tem foro, o inquérito foi encaminhado à Justiça Federal de Brasília.

O Ministério Público Federal de Brasília, concluiu que Joesley mentiu. O MPF informou a Jultiça, por meio de relatório, que todo o dinheiro depositado nas contas, foi gasto pelo próprio Joesley.

Diante disso, a PGR informou que se ficar comprovado que o empresário mentiu em depoimento, os benefícios da colaboração poderão ser revistos.